Toca a distância do Céu,
que o Tempo não tem Tempo de mim.

Toca-me à Distância do Céu,
e o corpo desaparecerá.
E nem tu, nem Deus
farão amor desta Saudade.

“Luis de Oliveira” | Descrença

O jovem poeta apresentou a 30 de Outubro a primeira compilação da sua poesia. A sua tenra idade não foi limite a uma inspiração madura e sentido, um olhar sobre os relacionamentos e o Homem no centro da história.

Comentar