António Rodrigues e a sua nova obra ‘Sem Teto’!

Após a publicação da obra ‘Histórias de Encantar, ou Talvez Não…’ em 2020, António Rodrigues volta novamente ao foco da escrita portuguesa, com uma nova publicação neste inicio de verão de 2021. ‘Sem Teto’ é a sua mais recente publicação e o primeiro romance de António Rodrigues, a Cordel D’ Prata entrevistou o autor como forma de perceber mais a fundo quais os temas abordados nesta sua nova obra!

Os leitores que ainda não conhece o Autor António Rodrigues, o que podem esperar de si?

A.R: Escrever ficção é algo que me dá imenso prazer. Saber que as minhas histórias podem ser lidas e apreciadas por outras pessoas é algo deveras positivo. A Cordel D´Prata proporcionou-me a possibilidade de o poder fazer, numa primeira fase, através de “Histórias de Encantar, ou Talvez Não…”, onde se encontram reunidos três contos que eu considero serem do género fantástico, suspense e até terror, mas a minha escrita e imaginação vão para além disso e assim, nesta segunda obra, “Sem Teto”, temos uma única história, com acontecimentos passíveis de acontecer a qualquer ser humano. Embora aprecie bastante o género “fantástico”, o romance é algo que também me fascina imenso e que pretendo voltar a explorar em futuras publicações.


O que mudou no registo do autor, da sua primeira obra para a sua mais recente novidade literária “Sem Teto”?

A.R: “Sem Teto” foi, na verdade, o primeiro livro que comecei a escrever. “Histórias de Encantar, ou Talvez Não…” nasceu durante uma pausa que eu senti necessidade de fazer durante essa primeira obra, muito devido à própria dimensão da história, que veio a culminar num livro com cerca de 400 páginas. É assim difícil responder a esta questão, pois na verdade, nada mudou em relação ao autor, estamos apenas diante de duas obras que pouco têm em comum, visto serem géneros completamente diferentes, que procuram despertar no leitor sentimentos igualmente diferentes.


Pedia-lhe para em breve palavras apresentar a sua nova obra aos nosso leitores.

A.R: “Sem Teto” é um romance atual, mas que vai “beber” muito aos clássicos. Ao longo do livro acompanhamos a vida de Nikita, a personagem principal, que se viu forçado a deixar o seu país de origem para, junto com os seus pais, procurar uma vida melhor. Isso levou-o até Portugal, país que o acolheu e onde ele vai conhecer o seu grande amor, mas também muitas amarguras.  A personagem principal foi construída de forma a que o leitor, não só, se identifique com a mesma, mas que também sinta por ela empatia e experiencie o turbilhão de emoções com que ela se depara ao longo de todo o livro.


Qual o feedback que recebeu por parte dos leitores à sua primeira obra? E sobre a segunda obra, já começou a receber algumas opiniões?

A.R: A satisfação dos leitores é, sem dúvida, algo muito importante para qualquer escritor. Foi por isso com muito agrado que recebi as opiniões bastante positivas que me chegaram em relação a “Histórias de Encantar, ou Talvez Não…”. Apesar de ser ainda prematuro fazer uma avaliação idêntica a “Sem Teto”, as opiniões que tenho recolhido têm sido todas elas também bastante favoráveis, o que é claramente um bom sinal.

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Entre na sua conta
Cordel d' Prata

Aceda aos seus dados, encomendas e wishlists ❤