• img-book
    img-book

    As Maleitas do Ti Custódio

As Maleitas do Ti Custódio

Contra todas as dificuldades, Custódio, pela sua maneira de ser e estar venceu as adversidades, rodeando-se de bons amigos, exceto na doença que continuava a privilegiar o trato a jeito, longe dos grandes aglomerados onde os Humanos percorriam corredores impregnados de cheiros incomodativos. O dentista, segundo o protagonista, foi o que mais falta lhe fez, mas é conversa para outra ocasião.

14,00

Ler mais tarde
Ler mais tarde

Género:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

SINOPSE

Custódio era um Homem com muita experiência de vida, à custa de muitas experiências sentidas na pele, umas boas, outras nem tanto mas, na maioria das vezes, com solução encontrada pelo próprio. Habituado a uma vida dura e longa, recorria frequentemente a mezinhas, fazendo jus ao elixir da juventude e fugindo de químicos a sete pés.

Já com pouca força, que não lhe falassem em velhice!

Era muito vaidoso e no que diz respeito à saúde, continuava com os cuidados de sempre.

A vida aproximou-o de Lopo, um menino que cresceu com o carinho de todos, não deixando de brincar ainda que ninguém lhe tenha comprado ou oferecido brinquedos.

Na falta de crianças, os dois apoiavam-se e foram ganhando um verdadeiro companheirismo, nas tardes, nas horas e horas que passavam, em cumplicidade no banco, junto ao cruzeiro.

Custódio tinha muitos amigos, era um homem afável, inspirador, sedutor.

Um conviva, sempre com algo a oferecer e a ensinar. 

Data da publicação: 23 Janeiro, 2020

Páginas: 36

Idioma: Português

ISBN: 978-989-9003-40-8

Depósito legal: 466731/20

Peso: 51 g

CONHEÇA UM EXCERTO DO LIVRO

SOBRE O AUTOR

Maria José Fernandes nasceu no dia Internacional da Mulher, 8 de março, na região centro de Portugal. A escritora é formada pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Entusiasta com a vida, desenvolveu a sua atividade profissional como docente e, nos tempos livres, dedica-se às Artes Plásticas, nas vertentes de pintura, design, teatro, cerâmica… Tem dois filhos, aos quais dedicou todo o seu saber, contando-lhes estórias e histórias  conhecidas ou inventadas. Cedo revelou curiosidade e paixão pelas pequenas coisas com que se cruza; o sentido das palavras, o saber ouvir, os afetos, não perdendo de vista o trato aos animais e ao ambiente… É inquieta, cria facilmente vínculos (pontes) entre processos, gosta de sorrisos fáceis, abomina a rotina, abraça a gratidão, cultiva o voluntariado… tudo porque lhe corre de feição, a culpa é da Arte que lhe vem da alma… A ligação aos jovens e a alegria que lhe é peculiar levam-na à escrita e partilha de histórias que, em alguns casos, partem de situações reais e terminam urdidas em mescla de criatividade, contributo fundamental quando toca a unir forças em torno de propósitos comuns.

Maria Silva

Setembro 5, 2021

Gosto, trata um tema que está a ser esquecido, o convívio entre jovens e idosos e por sua vez insubstituível, o conhecimento e o afecto.

PARTILHE A SUA OPINIÃO

Adicionar uma avaliação

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Entre na sua conta
Cordel d' Prata

Aceda aos seus dados, encomendas e wishlists ❤