Perigos da Mediunidade

15,00

Ler mais tarde
Ler mais tarde

Dados da obra

Data da publicação: 20 Outubro, 2020

Páginas: 202

Idioma: Português

ISBN: 978-989-9003-80-4

Depósito legal: 475688/20

Conheça um pouco da história

Sinopse

A mediunidade tem os mesmos perigos que qualquer potência de que se faça mau ou indevido uso. Acresce que com a mediunidade manuseiam-se potências inteligentes, as quais com a vontade polarizam o pensamento conforme o carácter quer têm. 

Sendo os médiuns pessoas como a média das demais bastante imperfeitas, é natural que nelas, pela abertura ao exterior inerente à mediunidade, faça ressonância a sintonia com frequências que vibram iguais imperfeições. É no consentimento da ressonância que reside o perigo, pois a amplitude da vibração pode produzir o rompimento do equilíbrio. 

Conheça o autor

Licenciado em Filosofia (Faculdade de Letras Universidade do Porto). Em parceria com Espíritos escreveu livros, pintou quadros, compôs música. Não sabe o dia de amanhã, apesar dos sonhos. Se puder, vai cultivar uma horta e continuar a escrever porque é o talento que tem e não se acomoda ante a crua realidade. 

Descubra

Opinião de Leitores

2 Comentários

2 avaliações de Perigos da Mediunidade

  1. António Soares

    Na minha opinião, o livro “Perigos da Mediunidade” é excelente, pois aborda um assunto de relevante importância aos dias de hoje. Livro de fácil leitura, foi preparado cuidadosamente para que o leitor o pudesse percorrer num sistema ordenado para uma melhor compreensão e até mesmo comprovação. Eu pessoalmente aconselho a leitura desta magnifica obra, que nos faz refletir sobre os verdadeiros perigos dessa faculdade orgânica inerente ao homem, que tem por nome (mediunidade), mas que nem todos sabem dar-lhe o melhor e verdadeiro uso. É por isso mesmo que o livro traz uma mensagem a todos aqueles que se identificam de uma maneira ou outra com a mediunidade, para o estudo aprofundado e ao mesmo tempo o trabalho de transformação do próprio. Chama também a atenção de todos para; “Em geral desconfiar das comunicações que trazem um caráter de misticismo e de singularidade, ou que prescrevem, cerimónias e atos extravagantes”. (E.S.E. cap. 21, item 10) Quero em nome próprio endereçar os parabéns ao António pela coragem que teve em lançar este alerta, e, desejar-lhe força e intuição para continuar a escrever mais obras que possam trazer a todos o discernimento necessário para uma melhor compreensão de quem somos como ser simples, ser duplo e ser trino. O meu sincero obrigado

  2. Silvio Gomes

    Uma análise, onde a crítica é baseada num paralelo de mediuns com o “O Livro dos mediun”. Um livro bem estruturado, de fácil leitura, bem escrito.
    Sendo a mediunidade transversal o ser humano, com o desfolhar percebemos que nem tudo o que parece é.
    Recomendo a leitura.

Adicionar uma avaliação

O seu endereço de email não será publicado.

Somos a editora certa?

Mais do que nós dizermos, é ver por si. Saiba mais aqui.

Precisa de ajuda?

Pode nos contactar através do número ‭211 976 670‬.

Partilhe a sua opinião

Adicionar uma avaliação

O seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para melhorar a sua experiência.

Ao continuar a navegar, concorda com a sua utilização. Saiba mais sobre cookies aqui.