A Origem de Ethosis: Surpreendente na sua escrita e imprevisível na sua história.

O sobrenatural criado pela fantasia de quem o escreve, os grandes mistérios do quotidiano, os dilemas que afligem a sociedade e a imprevisibilidade do ser humano compõem a intrigante e emocionante saga literária A Origem de Ethosis.

Dividida em cinco partes, separadas temporalmente e por diferentes histórias, A Origem de Ethosis cruza a inabalável coragem dos seus protagonistas e a ânsia indesejável dos inimigos com o perigoso caminho até ao poder.

Depois de revelado o maior segredo do universo – a existência do reino de Lohess – a jovem Emma Fox e os seus amigos procuram salvá-lo das forças do mal. Numa luta contra o tempo, o passado é desenterrado, antecipando um equilíbrio entre os dois lados antagónicos.

No terceiro volume A Origem de Ethosis: Ícaro, a Escuridão está perto de conquistar o domínio do reino. Cresce a força que aniquila a bondade através da corrupção da mente e da alma. A guerra, há muito anunciada, irá despertar emoções fortes entre personagens, que se veem confrontadas com a imprevisibilidade do destino.

A Origem de Ethosis: Ícaro é a junção perfeita entre a fantasia, o mistério e o romance. É um convite para conhecer o universo da fantasia, acompanhado das suas personagens e magia. A imprevisibilidade é a palavra que melhor descreve os três primeiros livros da saga. Com outros dois ainda por publicar, as revelações constantes e as muitas reviravoltas irão prender seguramente o leitor”, afirma o autor Gonçalo F. P. Raposo.

Defensor da literatura portuguesa desde muito pequeno, é em Sintra que Gonçalo encontra a maior inspiração para o enredo que sustenta cada página da saga A Origem de Ethosis. “O misticismo da serra faz-me imaginar a vida e a aventura entre o nevoeiro entrelaçado nas árvores, a simbologia na queda outonal das folhas e as personagens misteriosas nos palácios”.

Esta aventura iniciou-se há oito anos. Ao talento e à criatividade do seu criador juntou-se um “longo processo de pesquisa e de escolhas, pois quis tornar Lohess um reino original, apelativo e completo”.

Uma história que, entre metáforas e simbolismos, nos revela a complexidade do ser humano e como esta pode interferir no nosso livre arbítrio. “Todos nós somos feitos de luz e escuridão e, como tal, todos temos virtudes e todos cometemos erros. Há que encontrar a harmonia pois é essa harmonia, compreensão e amor que o mundo mais precisa”.

Hoje, já a escrever o quarto volume da saga, Gonçalo F. P. Raposo agradece o apoio recebido, em especial a nomeação para a Gala de Autores 2019, na categoria de Melhor Obra do ano. “Faz-me querer continuar a escrever e a contar esta história ainda com mais paixão. É um grande estímulo para completar os dois volumes finais”, conclui o autor.

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Entre na sua conta
Cordel d' Prata

Aceda aos seus dados, encomendas e wishlists ❤